21.5 C
Brasília
sábado, 24 fevereiro 2024 2:32

Amazon se torna 1ª empresa a perder US$ 1 trilhão em valor de mercado

As mais lidas agora

PEC do estouro é protocolada no Senado

Após 13 dias de debate no Senado, a...

Temor a Deus

  "O temor do Senhor é o princípio da...

Casal é chicoteado e espancado por apoiar Bolsonaro

Tribunal do Crime cobra casal que fez campanha...

Mistério de Deus

QUERIDA MOCIDADE, QUERIDOS PASTORES: Assim diz a Santa...

A Amazon, gigante de vendas online fundada por Jeff Bezos, quebrou o recorde como a primeira empresa americana de capital aberto a perder 1 trilhão de dólares em valor de mercado. A perda representa praticamente um Google, que atualmente está avaliado em 1,13 trilhão de dólares. As ações da empresa caíram 4,9% nesta quarta-feira, 09, reduzindo seu valor para 879 bilhões de dólares, bem abaixo do marco alcançado em julho do ano passado quando foi avaliada em 1,88 trilhão de dólares.

Uma combinação de fatores no cenário macroeconômico, como a inflação crescente e o endurecimento da política monetária com elevação de juros para controlar os preços nos país, tem contribuído para essa derrocada. Com o ambiente econômico mais apertado e os temores de uma recessão no radar, as cinco maiores empresas americanas de tecnologia já perderam 4 trilhões em valor de mercado no ano. Fazem parte deste grupo Netflix, Meta, Amazon, Microsoft, Apple e Alphabet (Google).

A varejista tem projetado crescimento mais lento após um período de arrefecimento no consumo passado o auge da pandemia, quando o governo americano realizou uma série de incentivos que aumentaram o poder de compra da população. Durante aquele período, o consumo de bens e compras online explodiram, mas a euforia – como era esperado – foi reduzida junto ao aperto das condições monetárias. A empresa projeta o crescimento mais lento de sua história para o quarto trimestre do ano. “Estamos vendo sinais ao redor de que, mais uma vez, os orçamentos das pessoas estão apertados, a inflação ainda é alta, os custos de energia são uma camada adicional além daquela causada por outros problemas”, disse o CFO da Amazon, Brian Olsavsky, em entrevista para a Reuters.  “Estamos nos preparando para o que pode ser um período de crescimento mais lento, como a maioria das empresas”, alertou.

O patrimônio de Jeff Bezos, considerada a quarta pessoa mais rica do mundo, também caiu para 113 bilhões de dólares, queda de 41,2% em relação ao 192,5 bilhões de dólares estimados no início do ano.

- Publicidade -spot_img

Você vai gostar disso