24.5 C
Brasília
quinta-feira, 22 fevereiro 2024 18:31

Ditador de Cuba chega à Venezuela para reunião com Nicolás Maduro

As mais lidas agora

PEC do estouro é protocolada no Senado

Após 13 dias de debate no Senado, a...

Temor a Deus

  "O temor do Senhor é o princípio da...

Casal é chicoteado e espancado por apoiar Bolsonaro

Tribunal do Crime cobra casal que fez campanha...

Mistério de Deus

QUERIDA MOCIDADE, QUERIDOS PASTORES: Assim diz a Santa...

Miguel Díaz-Canel, atual presidente de Cuba, desembarcou nesta quinta-feira (26) na Venezuela para se reunir com Nicolás Maduro e “continuar a debater e aprofundar as linhas estratégicas e a cooperação entre ambas as nações”.

Díaz-Canel, cuja visita não havia sido anunciada, foi recebido com honras militares pelo chefe de Estado venezuelano e a esposa, a deputada Cilia Flores, no Aeroporto Internacional de Maiquetía — Simón Bolívar, que serve Caracas, segundo imagens transmitidas pela emissora estatal VTV.

Os dois líderes se encontraram pela última vez, ao menos publicamente, no fim de maio de 2022, quando Maduro viajou para Havana, onde foi realizada a Cúpula da Alba (Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América).

Os chefes de Estado deveriam ter se reunido em Buenos Aires na Cúpula da Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos), realizada nesta terça-feira, à qual Maduro não compareceu por acreditar ser alvo de um “plano de agressão”, segundo informou o Executivo venezuelano na última segunda-feira (23).

Esta é a segunda visita oficial de Díaz-Canel, como presidente, à Venezuela, na qual, segundo a emissora estatal, “se ratifica o compromisso de avançar em uma agenda estratégica que permita favorecer e servir a ambos os povos com políticas públicas”.

O presidente cubano visitou a Venezuela pela primeira vez em maio de 2018, pouco depois de assumir o cargo, quando substituiu Raúl Castro.

Cuba e Venezuela têm sido aliados políticos e econômicos desde que a chamada revolução bolivariana chegou ao poder, em 1999.

A partir de 2000, a Venezuela tornou-se o principal fornecedor de petróleo bruto para a ilha por meio de um acordo que concede preços preferenciais em troca de serviços médicos e educacionais.

- Publicidade -spot_img

Você vai gostar disso