24.5 C
Brasília
domingo, 25 fevereiro 2024 23:07

Manifestantes protestam contra Lula nos EUA

As mais lidas agora

PEC do estouro é protocolada no Senado

Após 13 dias de debate no Senado, a...

Temor a Deus

  "O temor do Senhor é o princípio da...

Casal é chicoteado e espancado por apoiar Bolsonaro

Tribunal do Crime cobra casal que fez campanha...

Mistério de Deus

QUERIDA MOCIDADE, QUERIDOS PASTORES: Assim diz a Santa...

 

Um grupo de pessoas manifestaram com protesto diante da residência onde o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se hospeda em Washington. Com gritos, eles tentaram impedir que o senador democrata Bernie Sanders falasse com a imprensa após se encontrar com o presidente do Brasil. O congressista americano esteve com Lula como parte da agenda oficial do petista. Em um certo momento, Sanders tentou pedir silêncio aos bolsonaristas, que o ignoraram.

O congressista americano esteve com Lula como parte da agenda oficial do petista. Ao sair da reunião e se aproximar dos jornalistas, o senador teve de competir com os manifestantes para que pudesse falar e passar sua mensagem.

Em um certo momento, Sanders tentou pedir silêncio aos manifestantes, que o ignoraram.

Um dos manifestantes era Alex Boneares, que se apresentou como trabalhador da construção civil e disse que mora há 23 anos em Nova York.

Sem que fosse perguntado, ele insistiu que tinha viajado para Orlando para ver Bolsonaro com seu “próprio dinheiro” e que estava em Washington também com seus recursos. “Quem falou que viemos do Bolsonaro?”, retrucou.

Fazendo uma live nas redes sociais enquanto gritava, o brasileiro foi acompanhado por outras duas pessoas. Uma delas levava um cartaz em inglês —mas com a palavra “Brasil” escrita com a grafia em português. O pequeno grupo informou aos policiais que ficaria ali durante todo o dia.

Manifestantes protestam contra Lula nos EUA
Manifestantes protestam contra Lula nos EUA

Repetindo sobre eleições supostamente roubadas, os brasileiros enfrentaram um grupo de apoiadores de Lula, que também estavam presentes. Por alguns instantes, a tensão foi elevada, enquanto ofensas mútuas eram feitas entre bolsonaristas e lulistas. Sanders contou como ele e Lula falaram sobre «a necessidade de fortalecer as fundações da democracia» e alertou para os riscos da desinformação.

“Não apenas no Brasil e EUA, mas em todo o mundo”, disse.

Nossa tarefa é a de fortalecer a democracia no Brasil, EUA e no mundo. O senador ainda aplaudiu o fato de Lula se reunir com sindicatos. Sanders ainda destacou a necessidade de se proteger a Amazônia e insistiu que os americanos devem estar envolvidos para acabar com o desmatamento.

- Publicidade -spot_img

Você vai gostar disso