EDITORIAL Manifestações de hoje: sucesso ou fracasso?




EDITORIAL

O DF1 lança um prognóstico: as manifestações de hoje, a favor de Bolsonaro, serão um fracasso de público e de crítica. Um fracasso porque o governo vai mal, não cumpriu nada do que prometeu e só tem feito cagada uma atrás da outra. Desculpem-nos pelo linguajar chulo. Mas, esse governo é chulo mesmo. Não há palavras para definir um governo eleito sob circunstâncias anormais. Corrigindo. Quando dissemos que Bolsonaro não cumpriu nada do que prometeu, cometemos uma injustiça. Ele não prometeu nada que se aproveite. Aliás, ele foi bem claro: não entendia nada de Economia (o que ficou comprovado), nada de Educação (idem) e nada de administração pública (idem). E, também, ele disse em alto e bom som que não foi eleito para construir. Foi eleito para desconstruir. E ele está sendo eficiente nisso.

No tocante (falando o bolsonarês) aos filhos dele, aí a situação de Bolsonaro se complica mais ainda. Do vereador (Carluxo) ao senador (Flávio), não escapa um de uma boa investigação. O MP do Rio de Janeiro está no pé do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Descobriram que o então deputado estadual empregava milicianos no gabinete. Sim, milicianos no plural. Foram mais de dois, três, quatro, sabe-se lá quantos mais. Pior. As investigações sobre a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) chegaram, literalmente falando, no quintal do presidente Jair Bolsonaro. Um dos suspeitos investigados, é vizinho de Bolsonaro no condomínio Vivendas da Barra, na Barra da Tijuca. Isso mesmo! Vizinho quase de porta, de pedir emprestado café ou açúcar. Curiosamente, quando as investigações batiam à porta do presidente, inexplicavelmente o delegado responsável pelo caso foi substituído.

E o Queiroz? Há mais de 500 dias sendo investigado, não foi sequer depor quando convocado. Alegou enfermidade. Se internou no Hospital Albert Einstein, o mais caro do país. Pagou em cash, mais de R$ 130 mil reais. Isso! Em dinheiro vivo. Suspeito? Nçao! Suspeitíssimo!!!

Voltando às manifestações de hoje. Não vão ser nem contados pela PM o número de participantes. Mas, segundo os organizadores mais de 1 bilhão de pessoas participarão no Brasil e no Mundo. Não há clima, não há motivo e não há porque se manifestar a favor do governo. A favor da gasolina a R$ 5 reais. A favor do gás a R$ 120 reais. A favor de professor ficar dez anos a mais para se aposentar. Quem é o louco? O MBL que tocou fogo no Brasil em 2013 por 20 centavos (lembram?) caíram fora. Não estão participando deste movimento maluco. O próprio Jair Bolsonaro não participará. Nenhum ministro. Enfim, fracasso.

Roberto Kuppê

Editor

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário