SOS Transposição vai exigir o retorno do bombeamento de água do São Francisco




Prefeitos, vereadores, lideranças comunitárias e de movimentos sociais, convocam a população da região do Cariri Paraibano para o ato SOS Transposição do São Francisco, o grito do Nordeste, marcado para o dia 1º de setembro, em Monteiro, na Paraíba, que vai exigir a retomada do bombeamento de água do Rio São Francisco para a região.

O evento já tem confirmadas as presenças do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, do governador do Piauí, Wellington Dias, do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, da deputada federal Gleisi Hoffmann, presidente do PT, Guilherme Boulos, do PSOL, do ex-senador Lindeberg Farias (PT), dos deputados federais Gervásio Maia (PSB-PB) e Natália Bonavides (PT-RN).

Segundo Ricardo Coutinho, a paralisação do bombeamento, que começou em fevereiro, é de natureza política. “Não se pode penalizar um povo em função do resultado eleitoral. Não há outro caminho para o Nordestino sobreviver do que lutar pela volta do bombeamento das águas do Rio São Francisco. O governo federal precisa retomar o fornecimento”, afirmou. O Nordeste foi a única região do país em que Jair Bolsonaro perdeu a eleição de 2018.

“O governo federal alega que a obra é cara e que foi paralisada por falta de recursos. Mas ela é uma obra muito barata. Veja, ela fornece água para 12 milhões de pessoas e custou R$ 12 bilhões. São R$ 1.000 por pessoa; se levarmos em consideração que a obra foi realizada em cerca de dez anos, são R$ 100,00 per capita por ano”, afirmou Ricardo Coutinho.

Para a Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, a obra da Transposição do São Francisco tem um grande impacto econômico e social, porque leva água para milhões de pessoas que não tinham acesso. Só que Bolsonaro, com sua política de destruição, cortou o bombeamento da água, prejudicando a obra e fazendo que milhões de nordestinos deixem de receber a água que precisam. No dia 1º vamos lutar para que a Transposição realmente se efetive”, disse Gleisi.

O deputado federal Gervásio Maia (PSB-PB) afirmou que o SOS Transposição representará a união de todo Nordeste em benefício do nosso líquido mais precioso e da maior obra hídrica da região. “Não podemos deixar que esse presidente antipovo destrua a esperança e a Transposição do Rio São Francisco”.

A água da transposição havia acabado com a seca na região, com 35 cidades, entre elas Campina Grande, a segunda cidade da Paraíba. Com a interrupção do abastecimento, a situação se agrava a cada dia e a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cogepa) anunciou, na semana passada, a volta do racionamento de água.

Além da volta do bombeamento, a manifestação vai pedir a retomada das obras do Eixo Leste, que amplia o fornecimento de água para a Paraíba, e do Eixo Norte, que fornecerá água para Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte.

Serviço

SOS Transposição | O Grito do Nordeste

1º de setembro
10hs
Monteiro, PB

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*