Empresário de Brasília fatura milhões em serviços de medicina do trabalho e urgência e emergência




O Grupo Med Mais, comandado por Victor Reis, tornou-se referência nacional ao promover soluções em serviços especiais utilizando da técnica em outsourcing. E o tripé de sustentação do business é voltado para pessoas, processos e tecnologia

Empreender, gerar emprego e renda e até mesmo investir na economia brasileira é o propósito de vida de muitos brasileiros. Uma pesquisa realizada pela consultoria McKinsey revelou que no Brasil cerca de 39% da população economicamente ativa é dona do próprio negócio, e isso permite afirmar que o Brasil é um país de empreendedores.

Quem faz parte dessa estatística é o brasiliense Victor Reis, empresário de Brasília que montou um negócio milionário na região de Águas Claras (DF) voltado para a promoção de serviço especializado em medicina do trabalho e serviços médicos de urgência e emergência. A estratégica adotada pelo proprietário foi a de utilizar técnicas em outsourcing, ou seja, terceirização de serviços relacionados ao setor de serviços médicos e segurança do trabalho.

O Grupo Med Mais nasceu há 11 anos e já possui 11 filiais dimensionadas em estados importantes da federação. Atualmente o Grupo administra mais de 300 contratos, e as principais de áreas de atuação estão centradas na prestação de serviços em: aeroportos, ferrovias, rodovias, portos, refinarias, mineradoras, turismo náutico, entretenimento, educação, entidades privadas, empresas de sociedade de economia mista e órgãos públicos. Além do uso de outsourcing, o tripé de sustentação do business é voltado para pessoas, processos e tecnologia.

De acordo com o empresário Victor Reis, o Grupo Med Mais tem a estimativa de faturar até o mês de dezembro de 2019, o valor de R$ 30 milhões, o que dá um balanço mensal de R$ 2,5 milhões. Desse montante, 30 % é faturado com serviços de segurança e medicina do trabalho e 70% em serviços médicos de urgência e emergência.

“O nosso arcabouço consiste no atendimento e prestação de serviços de urgência e emergência compreende a lacuna de socorro, captura de serviços médicos e resgate em urgência e emergência, cuja cobertura em todo o Brasil chega a 56 milhões de vidas. Esse número é a soma total de transeuntes e participantes e utilitários. São pessoas que utilizam os serviços nos aeroportos em todo o Brasil e rodovias das quais nós atuamos e protegemos”.

Estratégia de crescimento

Para administrar cerca de 300 contratos, o Grupo Med Mais, o empresário Victor Reis explica como a empresa aumentou o market share e se tornou uma empresa líder. O tripé de sustentação do business é voltado para: pessoas, processos e tecnologia.

O empresário comenta que investir em pessoas está no DNA do Grupo Med Mais. “Considero o Grupo Med Mais como uma grande recrutadora de pessoas voltadas para o mesmo propósito, para a mesma missão e para os mesmos valores. Nós recrutamos essas pessoas e treinamos essas pessoas para que elas se sintam dentro de uma grande universidade corporativa. A Med Mais é uma grande universidade corporativa que tem como meta individual para cada pessoa o treinamento corporativo e a formação educacional de cada um, para que eles alcancem o patamar ideal de prestação de serviços com excelência, efetividade, qualidade em todos os níveis: operacional, tático e estratégico”.

Um discurso adotado diariamente por Victor Reis e que se propaga em todo o time é que ao investir em pessoas, ele defende que os colaboradores enxerguem o seu empreendimento como uma grande “fábrica de sonhos”.

“Cada colaborador tem que enxergar na Med Mais uma grande universidade e uma grande fábrica de sonhos, para que eles possam projetar os seus próprios sonhos por intermédio dessa instituição. Para que eles possam enxergar nessa instituição uma mega oportunidade de realização de seus sonhos pessoais e sonhos profissionais. E nós fazemos e sentimos a importância de fazer com que os sonhos mais profundos de cada um sejam catapultados pra fora e que eles consigam realizar pessoalmente e profissionalmente por intermédio da Med Mais”.

No mês de setembro desse ano, o Grupo Med Mais venceu o 10° lugar no ranking do Great to Place do Work (GPTW), ou seja, as Melhores Empresas para Trabalhar, na categoria de Saúde, em âmbito nacional.*Trata-se de uma importante conquista para o empresariado brasileiro isso porque reconhece as práticas, políticas de gestão de pessoas, e avalia a satisfação dos trabalhadores no ambiente corporativo e ainda certifica as companhias.

A certificação Great to Place to Work seleciona as empresas que tem feito a diferença no Brasil e ela é o reconhecimento do engajamento dos colaboradores em fazer da empresa um ótimo lugar para se trabalhar. “Essa premiação não caiu do céu e não veio de paraquedas. Fomos premiados porque os nossos colaboradores são ótimas pessoas para se trabalhar. Há 12 anos, sonhei em levar essa placa para a Med Mais, e hoje concorremos com centenas de empresas que atuam em todo o Brasil. Para o ano de 2020, nossa meta é chegar em primeiro lugar no ranking da saúde”, disse Victor Reis.

O segundo nível no tripé de sustentação do business são os processos. Victor explica que uma empresa precisa ter processos bem definidos em todos os níveis estratégico, tático e operacional. Na esfera administrativa, o Grupo Med Mais tem a certificação ISO 9001, na esfera ambiental a certificação ISO 14001 e na esfera de saúde e segurança do trabalho, a certificação ISO 45000.

“Nós não acreditamos em uma receita de bolo que não seja milimetricamente condicionada para o resultado final. Todas as atividades em todas as esferas efetivas devem ser desenhadas, relatadas, procedimentadas, processualizadas e manualizadas. E nós não acreditamos em processos que não venham ser auditados.*Todo processo deve ser no mínimo auditado*, por nossos auditores internos e minimamente auditado por auditores externos, por uma certificadora de peso reconhecida, como a Birovéritas”, comenta.

O terceiro arcabouço da Med Mais é investir em tecnologia. A Med Mais é uma empresa que acredita que por meio da inovação tecnológica, conseguirá reduzir os quilômetros desse país continental, e atingirá a meta de se tornar líder em mercado em todas as capitais e nas principais capitais do mundo. “Não tem como levar qualidade, não tem como levar excelência, se não por intermédio da tecnologia, colocando pessoas e com os melhores processos para praticarem as suas atividades diárias por intermédio da tecnologia”.

O Grupo Med Mais utiliza tecnologia e equipamentos de ponta que possibilitam utilizar em todas as áreas de atuação, tanto no âmbito da gestão corporativa, gestão de pessoas e de prestação de serviços hospitalares.

Novos caminhos para 2020

O empresário Victor Reis destaca que a projeção de crescimento para o ano de 2020 será no mínimo de 48%, mas sinaliza a intenção de chegar a 70%, isso porque a empresa se prepara para ampliar a sede administrativa. “Mas nós sabemos de uma grande possibilidade de se instalar em local muito mais inovador, ainda na região administrativa de Águas Claras, tecnológico, mais empoderado, condomínio corporativo, com uma visão arquitetônica cuja fachada compreenderá a impressão digital da Med Mais, a imponência a qual a marca vem demonstrando em todo o Brasil”.

Além da sede própria em Águas Claras (DF), a instituição se prepara também para iniciar o projeto de internacionalização com estudos voltados para uma célula de novos negócios, que é uma aceleradora de pequenas startups que está nascendo em São Paulo, num grande coworking. A previsão para esse novo projeto será no primeiro semestre de 2020.

Empreender: a paixão que move Victor Reis

Há onze anos a frente do Grupo Med Mais, Victor Reis é apaixonado por empreender no Brasil, mesmo diante dos desafios pelo qual o grupo passa diariamente, que vai desde ao ambiente de insegurança jurídica que desperta o interesse dos investidores internacionais.

Ele conta que empreender no Brasil traz um mix de emoções e que provocam uma série de endorfinas e adrenalinas que causam vícios absurdos. “Eu acho que empreender no Brasil é muito mais viciante do que empreender em qualquer lugar do mundo, porque esse frio na barriga e essa montanha russa que a gente vive empreendendo no país nos traz mais sede mais vontade de empreender. Traz mais vontade de arriscar e aquele proprietário que sente a adrenalina, aquele que gosta de ousar, de arriscar, quando ele empreende no Brasil ele realmente se torna viciado a cada novo empreendimento, a cada novo negócio, justamente por conta de toda essa burocracia, esses tributos, dessa insegurança jurídica que nós enfrentamos”, disse o empresário.

Outro desafio que Victor Reis enfrenta é com a engenharia tributária, pois a marca atua em âmbito nacional e a múltipla territorialidade traz uma série de gargalos. “Administrando a marca em de Norte a Sul no País é um grande desafio, porque em cada região geoeconômica, nós encontramos uma série de legislações trabalhistas diferentes, uma série de legislações tributárias diferentes, e nós precisamos mapear todos os eixos e todas as possibilidades, nós precisamos mapear cada tipo de avanço para cada território, para cada município e para cada ramo de atividade. Então é um grande desafio porque nem sempre nós conseguimos mapear tudo, isso porque as legislações são muito conflitantes”.

A título de exemplo, Victor explica que em cada Conselho Regional de Medicina existe o entendimento de uma legislação de forma arbitrária e de forma diferente. “Em cada sindicato patronal, existe uma convenção coletiva de trabalho diferente. Em cada região geoeconômica temos culturas organizacionais, culturas empregatícias, culturas sindicais, culturas de resoluções, de aplicações de resoluções, de aplicações de conselhos regionais diferenciados. Então, empreender no Brasil como um todo é um grande desafio sim, mas esse desafio nos traz mais paixão ainda, nos traz mais força ainda, nos traz mais vitalidade para mudar o nosso país para fazer com esse país seja colocado numa única página jurídica, simplificada, não com sistemas simplórios, não com sistemas empobrecidos, mas fortificados, mais simples, com uma burocracia voltada para simplificar a atividade empreendedora e fazer com o que o empreendedor consiga gerar mais emprego, para fazer com o que empreendedor consiga entrar e sair. Fazer com que o empreendedor consiga fazer mais negócios, gerar mais economia, com menos tributos e com mais leveza”.

A paixão por empreender é o propósito de vida do brasiliense Victor Reis. Para ele, o empreendedor infalível é aquele que ama as pessoas. “É aquele que considera as pessoas como a célula mater, como uma mola mestra do seu negócio. O empreendedor infalível é aquele que empreende não por intermédio das pessoas, mas para com as pessoas. É aquele que não utiliza as pessoas para empreender, mas aquele que empreende com elas. É aquele que ensina as pessoas a empreenderem dentro do seu próprio empreendimento e faz com que elas entendam que não existe limitação salarial, que não existe limitação remuneratória, que não existe limitação alguma para que elas possam acreditar e chegar a realizar os seus sonhos”.

Sobre Victor Reis

Victor Reis é especialista em Qualidade de Vida no Trabalho. É analista em Engenharia de Segurança do Trabalho, Safe Engineering pela Universidade Tecnológica do Paraná (UTFP) e técnico em Segurança do Trabalho, Saúde e Segurança do Trabalhador pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). Victor lidera um time de mais de 400 colaboradores, subdivididos em 11 filiais com uma missão do tamanho do Brasil: salvar vidas com a melhor tecnologia, os melhores processos e pessoas altamente qualificadas e felizes, nas principais instituições em todas as capitais do país.

Sobre a Med Mais

O Grupo Med Mais é uma empresa que atua no mercado de prestação de serviços há mais de 11 anos e possui 11 filiais dimensionadas em estados importantes da federação. O Grupo Med Mais conta com duas frentes de trabalho, uma voltada para Medicina e Segurança do Trabalho e outra para serviços médicos de Urgência e Emergência. Entre as áreas de atuação, o Grupo Med Mais presta serviços em: aeroportos, ferrovias, rodovias, portos, refinarias, mineradoras, turismo náutico, entretenimento, educação, entidades privadas, economia mista e órgãos públicos. Mais informações:www.medmais.com <http://www.medmais.com/>.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*