Bombeiros do DF encerram missão de resgate em Petrópolis




Foto: CBMDF/DIVULGAÇÃO

No último dia de buscas, os militares brasilienses examinaram a área Alfa 1 para confirmar que não existiam mais vítimas no local. Os cães Bacck e Nikki ajudaram nas buscas. De acordo com os militares, o local era de difícil locomoção devido a grande quantidade de água e lama, ainda assim, os cães demonstraram interesse. “Porém, há grandes indícios de se tratar de lugares com odor residual, tendo em vista que foram retirads vítimas do local no dia anterior”, informou.

A equipe se prepara para o retorno a Brasília, mas ainda sem informação precisa sobre a chegada dos militares ao DF.

Missão em Petrópolis

Os dez homens do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal especializados em operações de salvamento, resgate e buscas começaram a atuar na região no dia 20 de fevereiro, após um pedido formal do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro ao DF. Foram enviados à Petrópolis três viaturas e quatro cães farejadores.

Baco, Nikki, Sheik e Apolo, os cachorros de Brasília que foram em missão para Petrópolis, já atuaram em outras operações de resgate e prestam serviço no Grupamento de Busca e Salvamento desde os 6 meses de idade.

Sheik e Apolo estiveram com a corporação do DF na missão humanitária de militares brasileiros no Haiti, depois que um terremoto e uma tempestade tropical atingiram o país, em agosto de 2021. Baco e Nikki atuaram nas operações de busca por vítimas em Brumadinho (MG), em 2019.

Fonte: R7 Brasília

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário