Copa América: Argentina é favorita hoje em clássico contra o Uruguai, indica análise da Betfair.net




Colômbia e Venezuela completam rodada pelo Grupo B; Brasil consolida liderança no Grupo A após goleada sobre seleção peruana

Hoje a bola volta a rolar pela Copa América. Pelo Grupo B, Chile e Bolívia se encontram na Arena Pantanal. Após empate contra a Argentina na estreia, os chilenos entram em campo com 78% de chances de vitória. Agora, os argentinos enfrentarão o Uruguai para tentar conquistar a primeira vitória na competição. As estatísticas da Betfair.net, especialista em análises de probabilidades, apontam 47% de chances de vitória argentina, 29% de chances de empate e 25% de chances do Uruguai estrear com o pé direito na Copa América.

Para confirmar o favoritismo, mais uma vez os argentinos dependerão de boa atuação de Lionel Messi, que segue sem nunca ter conquistado um título com a camisa de seu país. De acordo com a Betfair.net, o craque tem 47,6% de chances de superar o goleiro Muslera e marcar pelo menos um gol na partida. Os atacantes Lautaro Martinez e Sergio Aguero têm 35% de chances de fazer a diferença no placar. Pelo lado uruguaio, cabe a Luis Suárez comandar o ataque, com 29% de chances de marcar contra os rivais.

Pelo Grupo A, Colômbia e Venezuela empataram em Goiânia. O líder Brasil goleou o Peru por 4 a 0 no Rio de Janeiro, com gols de Alex Sandro, Neymar, Everton Ribeiro e Richarlison e já soma seis pontos em dois jogos na competição.

Eurocopa

O destaque da segunda rodada da Eurocopa fica por conta do confronto entre Portugal, que estreou com vitória por 3 a 0 contra a Hungria, e a Alemanha, que perdeu para a favorita França por 1 a 0 na primeira rodada. Apesar dos resultados, os alemães entram em campo como favoritos, com 40% de chances de vitória contra 31% para os portugueses, segundo a Betfair.net.

O craque Cristiano Ronaldo se tornou o primeiro jogador a participar de cinco edições da Eurocopa e aproveitou a partida para quebrar mais um recorde: com 11 gols, se tornou o maior artilheiro da história da competição. O português tem 40% de chances de balançar as redes na partida contra a Alemanha e ampliar ainda mais a marca.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário