Corrida de rua celebra os 62 anos de Brasília com percurso pela cidade




Foto: Renato Braga/Setur

Foi na prova da primeira etapa do Circuito BSB de Turismo Esportivo que corredores de rua celebraram, na quinta-feira (21), os 62 anos de Brasília. Com apoio da Secretaria de Turismo (Setur), a corrida, que teve largada em frente ao Complexo Cultural Funarte, contou com 4 mil participantes, reunindo atletas de Goiás, Tocantins, Maranhão, Paraná, Roraima, Mato Grosso, Bahia, Minas Gerais, Sergipe, Paraíba, Ceará, Alagoas, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Amazonas e Santa Catarina.

Com trajetos de 3, 5 e 10 km, o percurso incluiu passagens por diferentes pontos turísticos da cidade. Brasília é um destino turístico procurado por muitos atletas – como o pernambucano Otoniel Severino, que contou: “Sempre que tenho oportunidade, participo das corridas de rua aqui em Brasília e hoje estou prestigiando o aniversário da cidade. Gosto muito daqui, principalmente durante os fins de semana e feriados em que as ruas são fechadas. Isso é muito importante para quem pratica atividade física e vem de outro estado”.

O secretário de Turismo, William Almeida, comemorou o sucesso da corrida e destacou o potencial turístico de Brasília, bem como o Circuito BSB. “Esse é um dos diversos projetos apoiados pela Setur há três anos”, lembrou. “A nossa missão é dar continuidade a cada um deles, porque consolidam Brasília como uma capital esportiva”.

Festa na Torre

Os corredores também passaram pela Torre de TV, onde assistiram às apresentações da Banda Marcial do Exército, do Trio Oxente Cerrado e às aulas de dança do professor Eddy Santos.

As festividades na Torre de TV tiveram a participação especial de artesãos indígenas, que expuseram e comercializaram produtos artísticos.  “Todos esses índios aqui chamam a atenção do povo, porque pouca gente sabe que temos mais de 30 etnias vivendo na capital federal, e poder mostrar e vender nossa arte aqui é maravilhoso”, comemorou a artesã Jacy Pataxó, uma das participantes da mostra de artesanato. Agradeço o apoio da Secretaria de Turismo”.

Economia aquecida

Antes da pandemia, as corridas eram frequentes em Brasília – praticamente havia eventos em todos os fins de semana, com participação de atletas de todo o país. Tal demanda fez o DF entrar de vez no cronograma dos eventos organizados por marcas esportivas, a maioria multinacionais.

Com o alcance de 89% no índice de vacinados, com dose única ou as duas doses completas, os eventos estão retornando e o mercado já começa a reaquecer. Segundo a Setur, as provas de rua na capital do país movimentam um mercado de cerca de R$ 26 milhões por ano, com tendência ao crescimento. Os praticantes investem alto em inscrições, viagens, vestuário, acessórios, suplementos alimentares e acompanhamento de profissionais especializados. Brasília, assim, está pronta para receber os visitantes.

Fonte: Agência Brasil

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário