DF alcança 80% da população vacinável com duas doses ou dose única




Vacinação Covid ubs asa sul Brasília-DF, 11/06/2021 Foto: Walterson Rosa/MS

O Distrito Federal já superou a marca de 2 milhões de pessoas vacinadas com a segunda dose da vacina contra a covid-19. No total, foram aplicadas 2.004.679. Quando o número é somado às 58.374 que receberam a dose única da Janssen, a cobertura vacinal chega a 80,01% considerando a população vacinável, com 12 anos ou mais.

“É relevante, mas queremos mais. Queremos avançar para que a gente chegue sempre o máximo possível perto de 100%”, afirmou o secretário de Saúde, Manoel Pafiadache. O gestor ressaltou o apoio do governador Ibaneis Rocha e as iniciativas para facilitar o acesso à vacinação, incluindo o novo posto fixo na Rodoviária do Plano Piloto.

“A gente gostaria muito que a população percebesse o que nós queremos fazer para que haja segurança para todos, principalmente neste momento em que vamos entrar em festas de fim de ano”, explicou Pafiadache.

Entre os principais desafios da campanha de vacinação no DF estão as cerca de 200 mil pessoas que já estão no prazo ou que ainda não voltaram para receber a segunda dose. O prazo é de 28 dias para a CoronaVac e de 56 dias para AstraZeneca e Pfizer-BioNTech.

Há também quem ainda não tenha ido receber a primeira dose: a Secretaria de Saúde estima que mais de 20% da população do DF entre 30 e 39 anos de idade ainda não começou o ciclo vacinal.

“Se vacinar é um ato de cidadania. E nós percebemos que ter a vacinação em dia é o que temos de melhor para prevenir os riscos, principalmente, no agravamento dos casos, das internações, da morbimortalidade”, afirmou o secretário adjunto de Assistência à Saúde, Fernando Erick Damasceno.

Até segunda-feira (13), o DF aplicou um total de 4.618.735 vacinas, sendo 2.296.168 de primeiras doses, 2.004.679 de segundas doses, 58.374 doses únicas, 249.673 doses de reforço e 9.841 doses adicionais (aplicadas 28 dias após a segunda dose em imunossuprimidos graves). Até o momento, 91,32% da população vacinável, estimada em 2.578.418 pessoas, recebeu a primeira dose ou dose única. A dose de reforço, aplicada cinco meses após a conclusão do ciclo vacinal, já chegou a 10,05% dos brasilienses.

Ampliação dos serviços de saúde

Além de combater a disseminação da covid-19, a vacinação contra a doença tem permitido que a Secretaria de Saúde possa reforçar outras áreas de atendimento à população.

“Teremos menos impacto em quadros mais avançados, com menor ocupação de leitos. Isso abre espaço para que a gente oferte uma carteira de serviços mais completos para a população”, destacou a subsecretária de Atenção Integral à Saúde, Paula Lawall.

 

FONTE: Agência Brasília

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário