Fugitivo que escapa da polícia há uma semana vira meme nas redes sociais




RIO — A busca pelo fugitivo Lázaro Barbosa Souza, de 33 anos, tem causado pânico entre os moradores de Cocalzinho de Goiás e região, no interior do estado. Mas nas redes sociais, a dificuldade para capturar o suspeito de assassinar quatro pessoas na última quarta-feira (9), em Ceilândia, no Distrito Federal, tem provocado a criação de memes bem humorados.

Lázaro foge da polícia desde então. Ele tem se escondido na zona rural de Cocalzinho de Goiás. Para sua captura, foi iniciada uma perseguição policial que conta com helicópteros, cães farejadores, drones e mais de 200 homens.

O fugitivo já ateou fogo em uma casa, roubou carros, invadiu fazendas e baleou um policial.

Diante da repercussão do caso, o nome de Lázaro entrou nos assuntos do momento no Twitter Brasil nesta terça-feira, dia 15. Por volta das 19h, o termo ocupava a quarta posição, com quase 30 mil menções, incluindo notícias, comentários de internautas sobre os crimes e os memes.

Os crimes de Lázaro

Quarta-Feira, dia 9 de junho: Lazáro invade a chácara de Cláudio Vidal e mata ele e seus filhos, em uma ação que dura cerca de 10 minutos. No momento da fuga, faz Cleonice Marques, de 43 anos, mulher de Cláudio, refém e a sequestra. Logo após a entrada do bandido na casa, ela teria feito uma ligação para seu irmão pedindo por socorro. Sua família chega momentos depois, mas encontra apenas os corpos de Cláudio e seus filhos.

Quinta-feira, dia 10 de junho: Na parte da manhã, Lazáro Barbosa teria invadido outra residência apenas três quilômetros de distância da chácara da família de Cláudio e Cleonice. Ele teria mantido a dona da casa, Sílvia Campos, de 40 anos, e o caseiro, Anderson, de 18, sob a mira de sua arma durante três horas e os obrigado a fumar maconha. Ele teria roubado cerca de R$ 200 e celulares antes de deixar a residência. Cleonice continua desaparecida.

Sexta-feira, dia 11 de junho: Lazáro é suspeito de roubar um carro e fazer mais um refém. Ele teria deixado Ceilândia e ido para Cocalzinho, em Goiás. Lá, incendeia o veículo. A polícia acredita que ele pode ter contado com a ajuda de um comparsa nesse momento. As buscas por Cleonice continuam.

Sábado, dia 12 de junho: O corpo de Cleonice é encontrado em um córrego próximo ao Sol Nascente. Enquanto isso, Lázaro teria invadido uma residência nos arredores de Lagoa Samuel, onde teria ingerido bebidas alcoólicas, feito o caseiro refém e destruído o seu carro. Horas depois, ele teria invadido outra chácara, atirado em três homens e roubado armas de fogo. À noite, teria incendiado uma casa em Cocalzinho. Alguns relatos afirmam que ele teria trocado tiros com a polícia, informação que não foi confirmada pelo secretário de Segurança Pública de Goiás. Os três homens baleados foram levados a um hospital. Dois encontram-se em estado grave.

Domingo, dia 13 de junho: Lazáro invade uma casa por volta das 15h. A residência estaria vazia naquele momento. O criminoso teria roubado um carro Corsa vermelho. Aproximadamente às 18h30, o veículo teria sido abandonado em uma rodovia, a 30 quilômetros da residência invadida mais cedo. Acredita-se que Lázaro tenha avistado um bloqueio policial e decidiu fugir para o mato. Dentro do carro, a polícia encontrou um carregador de munição. De acordo com a Polícia Militar de Goiás, o suspeito teria chegado a trocar tiros com a polícia antes de fugir para um matagal.

O Globo/Yahoo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário