Mais de 122 mil atendimentos nas UPAs recém-inauguradas




Foto: Davidyson Damasceno/Iges-DF

As seis unidades de pronto atendimento (UPAs) recém-inauguradas pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) já ultrapassam a realização de 122 mil atendimentos. As estruturas funcionam 24 horas por dia atendendo casos de urgência e emergências.

De acordo com o balanço oficial da Gerência de Resultados do instituto, foram realizados 46,5 mil acolhimentos com classificação de risco, 45,9 mil atendimentos médicos e 29,7 mil atendimentos de urgência com observação.

As UPAs começaram a ser inauguradas no final de 2021. A primeira delas foi inaugurada em Ceilândia, em 24 de setembro de 2021; a segunda, no Paranoá, em 18 de outubro; a terceira, no Gama, em 27 de outubro; a quarta, no Riacho Fundo II, em 18 de novembro; a quinta, em Planaltina, em 8 de dezembro, e a sexta unidade entregue foi a Vicente Pires, em 25 de janeiro. Em breve, será inaugurada mais uma, em Brazlândia.

“Ao todo, o investimento para construir as sete novas UPAs é de aproximadamente R$ 51 milhões. Foram proporcionados emprego e renda para mais de 1000 profissionais que contratados pelo Iges-DF para abrir essas unidades”, disse a diretora-presidente substituta do Iges-DF, Mariela Souza. Segundo ela, para cada UPA, foram contratados por processo seletivo feito pelo Iges-DF cerca de 150 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros, técnicos e outros colaboradores que vão atender os pacientes.

Wendell Sousa, 19 anos, foi um dos pacientes já atendidos em uma das novas UPAs. Ele foi à Ceilândia II e elogiou o serviço prestado. “Gostei muito do atendimento aqui. Eu fui medicado e já estou bem melhor”, disse o jovem, que buscou atendimento por estar sentindo dores no corpo.

“A quantidade de atendimentos que realizamos mostra o impacto positivo da abertura de mais UPAs no Distrito Federal. Esse é um indicativo de que estamos no caminho certo para ampliar o acesso da população aos serviços de saúde”, disse a superintendente de Atenção Pré-Hospitalar, Nadja Vieira.

Saiba mais

O funcionamento das Upas é 24 horas. As unidades atendem casos de urgências e emergências de clínica médica, como pressão e febre altas, falta de ar, desmaio, convulsão, diarreia aguda, infecção do trato urinário, dor abdominal de moderada a aguda e complicações cardiológicas e neurológicas, como infarto e AVC.

Os médicos prestam socorro, prescrevem medicamentos e exames e analisam se é necessário encaminhar os pacientes a um hospital, mantê-los em observação por 24 horas ou dar alta após o atendimento.

*Com informações do Iges-DF

Fonte: Agência Brasília

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário