Semana da Mulher começa com evento no Hospital de Base




Foto: Davidyson Damasceno/Iges-DF

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, a Secretaria de Saúde e o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) promovem uma série de atividades para homenagear, capacitar e empoderar todas as servidoras da rede. As ações foram iniciadas nesta terça-feira (8) e vão até sexta (11). A abertura ocorreu no Hospital de Base (HB) e contou com a presença do secretário de Saúde, general Manoel Pafiadache.

Cerca de 300 pessoas participaram da ação que, em área aberta, não promoveu aglomeração e contou com distanciamento entre as cadeiras. Um vídeo de um minuto com trechos da atuação de muitas colaboradoras também foi exibido como forma de homenagear todas as áreas.

Ministra, parlamentares, secretárias de Estado e administradoras de regiões administrativas do DF enviaram vídeos em homenagem às colaboradoras. Para o secretário de Saúde, general Manoel Pafiadache, permanecer à frente da Secretaria de Saúde não é tarefa fácil, mas a força feminina tem ajudado muito.

“Temos 35 mil servidores na Saúde do DF, 25 mil do segmento feminino, 10 mil do segmento masculino, então, 69% da força de trabalho é do segmento feminino. Podemos perceber a força e o que representa o segmento feminino da Saúde do DF”, disse, ao parabenizar todas as mulheres.

A diretora-presidente interina do Iges-DF, Mariela Souza de Jesus, ressaltou a importância para o atendimento da população ao reconhecer o trabalho das servidoras nesta data. “Preparamos uma programação voltada para a mulher e valorizando assim tanto em capacitação quanto com um momento de distração, como a yoga. Assim, cada funcionário cada colaboradora retribuirá em serviço porque trabalhará com mais prazer”, considera.

Ao todo, o Iges-DF conta com 7.961 profissionais mulheres, de um total de 9.128 colaboradores, o que representa 87% do quadro de recursos humanos. “A mulher é isso: ela cai, levanta, consegue seguir em frente. Represento muitas de vocês, mulheres que vencem o preconceito. Muitas vezes as pessoas não olham as mulheres como competentes e elas são subjugadas. Represento uma classe que sempre foi lutadora para conseguir seus direitos e liberdades. Nós somos livres para escolher o que queremos: e o que queremos é ser respeitadas”, disse Mariela Souza.

Homenagem

Durante a cerimônia no HB, a enfermeira Leila Borges de Souza, de 55 anos, que representou as mulheres que atuam na assistência à saúde em prol da população do DF, foi surpreendida com uma homenagem. “É um reconhecimento dos 27 anos em que eu trabalho aqui e repasso experiências”, afirma. Para ela, o que se destacou nesses anos foi o atendimento humanizado. “Gosto muito de conversar com as pessoas, com os colaboradores e os pacientes”.

A programação terá palestras sobre relacionamento abusivo, violência doméstica, saúde mental da mulher, impacto autocuidado, roda de conversa, sorteio de brindes e música, entre outras atividades. As atividades também se estendem a outras unidades da rede, como no Hospital Regional do Guará, que acolheu as servidoras com uma apresentação musical.

Nesta terça-feira, a programação também incluiu a oferta de ginástica laboral, coffee break e seresta na UPA de Planaltina. À tarde, foi transmitida o webinar, preparado pela Diretoria de Inovação, Ensino e Pesquisa, Mulheres na Pesquisa, com a doutora Liliana Sampaio Costa Mendes.

Na UPA do Paranoá, foi ministrada a palestra com a psicóloga Luciana Lima Leite: Relacionamento abusivo/violência doméstica, saúde mental da mulher e empoderamento Feminino.

Confira a programação:

Fonte: Agência Brasília

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário