22.5 C
Brasília
terça-feira, 20 fevereiro 2024 18:40

Após gafe sobre escravidão Lula fortalece equipe encarregada dos textos

As mais lidas agora

PEC do estouro é protocolada no Senado

Após 13 dias de debate no Senado, a...

Temor a Deus

  "O temor do Senhor é o princípio da...

Casal é chicoteado e espancado por apoiar Bolsonaro

Tribunal do Crime cobra casal que fez campanha...

Mistério de Deus

QUERIDA MOCIDADE, QUERIDOS PASTORES: Assim diz a Santa...

Após alguns incidentes considerados infelizes por membros do próprio governo, a equipe responsável pelos discursos e pronunciamentos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) será reforçada. Entre os novos integrantes está a jornalista Cristina Charão, anteriormente responsável pela assessoria de imprensa da primeira-dama, Rosângela da Silva, conhecida como Janja.

Desde sua posse, o presidente tem proferido declarações controversas que têm provocado tensões tanto entre aliados quanto adversários, especialmente nas redes sociais.

Em um dos casos, relacionado à guerra na Ucrânia, suas palavras causaram desconforto até mesmo entre representantes de outras nações.

Na ocasião, Lula afirmou que o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, “buscou a guerra”. Logo em seguida, teve que corrigir sua declaração. Durante uma coletiva de imprensa realizada durante sua visita à Arábia Saudita, Lula atribuiu à Ucrânia, país invadido pela Rússia, a responsabilidade pelo conflito.

Anteriormente, durante sua visita à China, insinuou que os Estados Unidos e a Europa contribuíram para a continuidade da guerra.

No final de junho, em uma entrevista a uma rádio do Rio Grande do Sul, outro deslize foi mal recebido pela comunidade internacional. Lula afirmou: “a Venezuela tem mais eleições do que o Brasil. O conceito de democracia é relativo para você e para mim”.

Na situação mais recente, durante sua visita a Cabo Verde nesta semana, Lula agradeceu aos países africanos “por tudo o que foi produzido durante 350 anos de escravidão”.

Essas declarações provocaram uma onda de críticas e ocorrem em um momento em que o presidente acumulava ganhos devido ao discurso que fez na França.

Lula também cometeu uma gafe ao visitar uma creche em Blumenau, Santa Catarina. Durante seu discurso, ele afirmou que pessoas com deficiência intelectual têm um “problema de desequilíbrio de parafuso”.

- Publicidade -spot_img

Você vai gostar disso