20.5 C
Brasília
segunda-feira, 4 março 2024 8:34

Leonardo: “Para o bem do PSG, chegou o momento de Mbappé sair”

As mais lidas agora

PEC do estouro é protocolada no Senado

Após 13 dias de debate no Senado, a...

Temor a Deus

  "O temor do Senhor é o princípio da...

Casal é chicoteado e espancado por apoiar Bolsonaro

Tribunal do Crime cobra casal que fez campanha...

Mistério de Deus

QUERIDA MOCIDADE, QUERIDOS PASTORES: Assim diz a Santa...

A situação envolvendo Kylian Mbappé no Paris Saint-Germain continua sendo um tema em destaque, e um personagem do passado do clube, Leonardo Araújo, ex-jogador e ex-diretor esportivo, decidiu comentar sobre o assunto. Para ele, chegou o momento de o jogador francês deixar o clube.

Leonardo teve duas passagens como diretor do PSG, a primeira entre 2011 e 2013, e a segunda de 2019 a 2022. Ele conhece bem as dificuldades de lidar com o clã Mbappé, tendo estado presente durante a renovação do contrato do jogador em maio de 2022, pouco antes de sua saída.

Inicialmente, parecia que não teríamos uma novela envolvendo Mbappé este ano. Em maio, o atacante afirmou estar feliz no PSG e que permaneceria no clube na próxima temporada. No entanto, a situação mudou rapidamente. Em junho, ele informou ao PSG que não ativaria a cláusula de renovação até 2025, o que significava que poderia sair de graça em junho de 2024. Além disso, o jogador acusou o clube de tentar prejudicar sua imagem. Em meio a essa disputa, o clube deu um ultimato para que o jogador decidisse sobre a renovação ou uma possível saída.

“O PSG existia antes de Mbappé e continuará a existir depois dele”

Segundo Leonardo, “para o bem do PSG, acho que chegou o momento de Mbappé sair, não importa como”. Ele ressalta que o Paris Saint-Germain existia antes de Mbappé e continuará existindo depois dele. Leonardo menciona que nos seis anos em que Mbappé esteve no clube, cinco equipes diferentes venceram a Liga dos Campeões (Real Madrid em 2018 e 2022, Liverpool em 2019, Bayern de Munique em 2020, Chelsea em 2021 e Manchester City em 2023), nenhuma delas contando com Mbappé em seu elenco. Isso demonstra, segundo Leonardo, que é totalmente possível conquistar o título sem a presença do jogador.

A relação entre Leonardo e Mbappé se deteriorou durante a temporada 2021/2022, devido ao processo de negociação para a renovação de contrato. O ex-diretor recusou alguns pedidos do jogador, o que desagradou Mbappé. Com a renovação, o jogador ganhou mais poder e influência no clube, levando à substituição de Leonardo por Luis Campos.

Leonardo também comenta sobre o papel de liderança de Mbappé, afirmando que, apesar de ser um grande jogador, ele não é um líder. O ex-diretor destaca que é difícil construir uma equipe ao redor dele, já que ele é um grande artilheiro, mas não é criativo.

Com base nas declarações de Leonardo e nas entrevistas recentes de Mbappé, é cada vez mais provável que sua permanência no PSG seja improvável. A janela de transferências se encerrará em 1º de setembro, e até lá muitos acontecimentos podem ocorrer.

Na temporada 2022/2023, Mbappé teve um desempenho impressionante, marcando 41 gols em 43 jogos pelo PSG, 13 gols em 13 jogos pela seleção francesa, sendo artilheiro da Copa do Mundo com oito gols em sete jogos, incluindo três na final, e também conquistando o título de artilheiro da Ligue 1, com 29 gols.

- Publicidade -spot_img

Você vai gostar disso