24.5 C
Brasília
segunda-feira, 17 junho 2024 17:16

Um estudo projeta que a circulação do Oceano Atlântico Norte sofrerá um colapso até o final do século devido às mudanças climáticas

As mais lidas agora

PEC do estouro é protocolada no Senado

Após 13 dias de debate no Senado, a...

Temor a Deus

  "O temor do Senhor é o princípio da...

Casal é chicoteado e espancado por apoiar Bolsonaro

Tribunal do Crime cobra casal que fez campanha...

Mistério de Deus

QUERIDA MOCIDADE, QUERIDOS PASTORES: Assim diz a Santa...

Um estudo de pesquisadores da Universidade de Copenhague publicado na revista científica “Nature Communications” na terça-feira (25) aponta que um importante padrão de circulação das águas do Oceano Atlântico, responsável por regular boa parte do clima do planeta, pode entrar em colapso já neste século.

A pesquisa, conduzida pelo físico teórico Peter Ditlevsen e pela matemática e estatística Susanne Ditlevsen, mostra que o grande sistema de correntes oceânicas chamado AMOC (Célula de Revolvimento Meridional do Atlântico, adaptado do inglês Atlantic Meridional Overturning Circulation) está mais lento e menos resiliente, com 95% de chance de colapso entre 2025 e 2095.

A AMOC desempenha um papel vital no movimento das águas oceânicas, com impacto importante na distribuição do calor pelo nosso planeta, pois cerca de 90% do calor global está armazenado nos oceanos.

Os pesquisadores afirmam que o colapso da AMOC pode ter graves consequências para o clima da Terra, alterando a forma como o calor e a precipitação são distribuídos globalmente. Em particular, parte da Europa sofreria com queda da temperatura enquanto haveria aumento nas regiões tropicais do Hemisfério Sul. Por isso, a única maneira de evitar esse colapso é reduzir as emissões de gases do efeito estufa.

Imagem mostra as correntes do Atlântico Norte, com cores diferentes para indicar águas mais quentes em laranja e águas mais frias em verde e azul. Em cinza, estão representados os continentes. — Foto: NASA GODDARD SPACE FLIGHT CENTER
Imagem mostra as correntes do Atlântico Norte, com cores diferentes para indicar águas mais quentes em laranja e águas mais frias em verde e azul. Em cinza, estão representados os continentes. — Foto: NASA GODDARD SPACE FLIGHT CENTER

 *Com informações do G1

- Publicidade -spot_img

Você vai gostar disso