20.5 C
Brasília
terça-feira, 20 fevereiro 2024 21:01

Mesmo com vitória, a seleção alemã deixa a Copa do Mundo

As mais lidas agora

PEC do estouro é protocolada no Senado

Após 13 dias de debate no Senado, a...

Temor a Deus

  "O temor do Senhor é o princípio da...

Casal é chicoteado e espancado por apoiar Bolsonaro

Tribunal do Crime cobra casal que fez campanha...

Mistério de Deus

QUERIDA MOCIDADE, QUERIDOS PASTORES: Assim diz a Santa...

A Alemanha foi eliminada na primeira fase da Copa do Mundo pela segunda vez consecutiva.

A vitória de virada por 4 a 2 sobre a Costa Rica na quinta-feira (1º) coloca a seleção empatada com a Espanha, que leva vantagem no saldo de gols.

Em um jogo emocionante que viu a Alemanha assumir a liderança, a Costa Rica virou o placar, mas perdeu a vantagem depois que a Alemanha marcou três gols. Com isso, as duas seleções se despediram da Copa do Mundo. Após três rodadas no Grupo E, o Japão lidera com 6 pontos e a Espanha ocupa o segundo lugar com 4 pontos.

Nesta disputa, a Alemanha também somou 4 pontos, e a Costa Rica somou 3 pontos, última colocada.

Depois de perder por 7 a 0 para a Espanha na primeira fase, a Costa Rica sofreu mais um duro golpe nesta Copa do Mundo, e os primeiros minutos de jogo foram sentidos.

Nos primeiros 45 minutos, a Alemanha dominou completamente a ação. 12 chutes na torcida, 4 chutes, 70% de posse de bola.

Em mais de uma ocasião, jogadores alemães trocaram passes na pequena área da Costa Rica, tal era o caos dos adversários.

O único gol do primeiro tempo veio de uma bela jogada pelo lado esquerdo do campo, com Musiala colocando a bola para dentro e passando para Raum, que iniciou com um cruzamento soberbo para Gnabry, cabeceando para o canto da área. objetivo certo.

“Los Ticos”, como o time da Costa Rica era carinhosamente conhecido, teve uma chance única na vida, que normalmente não acontece duas vezes no mesmo jogo, de empatar o jogo.

Aparentemente inócuo no caos de Süle e Rudiger na defesa, Kesherfull conseguiu ficar cara a cara com Neuer, obrigando o guarda-redes alemão a defender, com recurso aos reflexos.

Mas, no outro jogo da rodada, o Japão resolveu aprontar e virou o jogo contra a Espanha, roubando a vaga alemã.

E o futebol, com seus roteiros improváveis, pregou mais uma peça.

No contra-ataque, a Costa Rica conseguiu cruzar após erro dos alemães no meio de campo; Neuer acertou o varal, espalmou para a frente e Tejeda disparou para a rede. Reação latina! E um empate deixa os costarriquenhos de bom humor. Aos 25 minutos do segundo tempo, a Costa Rica ganhou duas vezes no ar após um passe longo para a área e viu Neuer subir livre para dividir com Juan Vargas.

Na confusão, o goleiro acidentalmente tocou no gol. O Al Bayt Stadium virou um pandemônio com o resultado parcial. O surrealismo do ranking da Costa Rica durou pouco e Kai Havertz, que saiu do banco, evitou a confusão dos alemães. Três minutos após seu retorno, Havertz empatou o jogo.

Aos 38 minutos, o jogador do Chelsea também esteve presente para finalizar passe de Gnabry na pequena área. Mas os rostos dos alemães, apesar do choque, eram apáticos, pois dependiam de uma vitória espanhola. Füllkrug teve tempo de marcar o quarto gol do alemão na partida para garantir os três pontos antes da eliminação ser decidida.

Füllkrug até se despede da taça como um dos poucos destaques individuais na Alemanha. O atacante de 29 anos marcou dois gols e deu uma assistência durante o torneio. A . minutos do apito final da partida, terminou o jogo simultâneo entre Japão e Espanha. A vitória japonesa significou que a Alemanha foi eliminada na fase de grupos pela segunda vez consecutiva. Ainda em campo, os jogadores alemães e costarriquenhos lamentaram o rebaixamento.

- Publicidade -spot_img

Você vai gostar disso