21.5 C
Brasília
sábado, 24 fevereiro 2024 3:28

Supercopa: o que mudou nos times de Flamengo e Palmeiras desde a final da Libertadores 2021

As mais lidas agora

PEC do estouro é protocolada no Senado

Após 13 dias de debate no Senado, a...

Temor a Deus

  "O temor do Senhor é o princípio da...

Casal é chicoteado e espancado por apoiar Bolsonaro

Tribunal do Crime cobra casal que fez campanha...

Mistério de Deus

QUERIDA MOCIDADE, QUERIDOS PASTORES: Assim diz a Santa...

Flamengo e Palmeiras decidem a Supercopa do Brasil. Rivais diretos nos últimos anos, as equipes protagonizaram uma final recente que ainda está no imaginário dos torcedores: a Libertadores 2021. De lá para cá, muita coisa mudou nos clubes.

Zé Rafael na final entre Palmeiras e Flamengo na Libertadores 2021 — Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras
Zé Rafael na final entre Palmeiras e Flamengo na Libertadores 2021 — Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras

A emblemática partida em Montevidéu, no Uruguai, terminou 2 a 1 para o Palmeiras, com gol de Deyverson na prorrogação, após uma falha individual de Andreas Pereira. Com este título, os paulistas empataram em finais. Agora, a Supercopa, no sábado, às 16h30, no Mané Garrincha, será o tira-teima.

O que mudou no Flamengo?

Carimbado como um dos principais personagens do jogo, Andreas é também uma das mudanças do Flamengo desde então. O meia retornou ao Manchester United ao fim do empréstimo e logo foi negociado com o Fulham.

Algumas peças que já faziam parte do elenco que perdeu a Libertadores em 2021 ganharam espaço e prestígio nesse Flamengo: Léo Pereira, Thiago Maia e Pedro. Além disso, Gerson, que acabou de chegar ao Rio novamente, conquistou a vaga no meio-campo.

Diego Alves (Santos), Isla (Varela), Rodrigo Caio (Léo Pereira), David Luiz e Filipe Luís (Ayrton Lucas); Willian Arão (Thiago Maia), Andreas (Gerson), Arrascaeta e Everton Ribeiro; Bruno Henrique (Pedro) e Gabigol

Enquanto o Palmeiras mantém Abel Ferreira no comando, o Flamengo já trocou de técnico quatro vezes desde a final da Libertadores quando Renato Portaluppi deixou o comando: Paulo Sousa, Dorival Júnior e, agora, Vítor Pereira.

O Flamengo, apesar das trocas de comando, conquistou a Libertadores e a Copa do Brasil em 2022 – ambas com Dorival Júnior. Agora, porém, é a vez de Vítor Pereira buscar o primeiro título da sua trajetória no clube carioca.

O que mudou no Palmeiras?

O Palmeiras campeão da Libertadores sobre o Flamengo, em 2021, passou por diversas mudanças no elenco. Nomes como Gustavo Scarpa, Felipe Melo e Deyverson deixaram a equipe nos anos seguintes. No entanto, dos 17 jogadores utilizados por Abel Ferreira naquela partida, 11 seguem no clube.

Do time considerado titular, apenas Danilo e Gustavo Scarpa deixaram o Palmeiras, ambos para o Nottingham Forest. Autor do gol que deu o título ao Verdão, Deyverson foi outra baixa. Além deles, deixaram o Palmeiras: Felipe Melo, Danilo Barboza, Patrick de Paula e Wesley.

Abel Ferreira no treino do Palmeiras nesta quinta-feira, antes da Supercopa do Brasil — Foto: Cesar Greco/Palmeiras
Abel Ferreira no treino do Palmeiras nesta quinta-feira, antes da Supercopa do Brasil — Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Desde a conquista da Libertadores, o Palmeiras foi campeão da Recopa Sul-Americana, do Campeonato Paulista e do Brasileirão. Sob comando de Abel Ferreira, o Verdão busca agora o primeiro título da Supercopa do Brasil.

Em contrapartida aos jogadores que deixaram o clube, o Palmeiras pode considerar alguns jogadores promovidos das categorias de base como reforços. O principal deles é Endrick, centroavante de apenas 16 anos e já negociado com o Real Madrid por R$ 400 milhões. O jovem deve ser titular na decisão deste sábado.

O reforço contratado que se consolidou no time titular desde a final da Libertadores foi o zagueiro Murilo, que chegou ao clube no início de 2022 e rapidamente ganhou a vaga de Luan.

O Palmeiras que entrou em campo na final da Libertadores de 2021 tinha: Weverton; Mayke (Gabriel Menino); Gustavo Gómez, Luan e Piquerez (Felipe Melo); Danilo (Patrick de Paula), Zé Rafael (Danilo Barbosa) e Raphael Veiga (Deyverson); Gustavo Scarpa, Dudu (Wesley) e Rony.

O Verdão que deve disputar a final da Supercopa deve ir a campo com: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Jailson (Gabriel Menino), Zé Rafael e Raphael Veiga; Dudu, Rony e Endrick.