27.5 C
Brasília
quinta-feira, 22 fevereiro 2024 17:01

Joe Biden e Lula durante encontro na Casa Branca

As mais lidas agora

PEC do estouro é protocolada no Senado

Após 13 dias de debate no Senado, a...

Temor a Deus

  "O temor do Senhor é o princípio da...

Casal é chicoteado e espancado por apoiar Bolsonaro

Tribunal do Crime cobra casal que fez campanha...

Mistério de Deus

QUERIDA MOCIDADE, QUERIDOS PASTORES: Assim diz a Santa...

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta 6 feira ter discutido com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sobre a sua ideia de criar um grupo de países para ajudar a negociar o fim da guerra da Rússia contra a Ucrânia.

“Estou convencido que é preciso encontrar uma saída para por fim a essa guerra. E eu senti do presidente Biden a mesma preocupação. Porque ninguém quer que essa guerra continue e é preciso que tenha parceiros capazes de construir um grupo de negociadores que os 2 lados acreditem e possam compreender e terminar essa guerra”, disse.

Lula chegou à Casa Branca às 15h50 acompanhado da primeira-dama, Janja Lula da Silva. O casal foi recebido no jardim sul por Biden. A primeira-dama americana, Jil Biden, que também estaria na recepção, está gripada e, por isso, não compareceu. Lula disse já ter discutido a questão com o presidente da França, Emmanuel Macron, e com o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz.

O alemão esteve em Brasília em 30 de janeiro, quando se reuniu com o presidente brasileiro. O comunicado conjunto divulgado pelos 2 países diz também que Lula e Biden «lamentaram a violação da integridade territorial da Ucrânia pela Rússia e a anexação de partes de seu território como violações flagrantes do direito internacional e conclamaram uma paz justa e duradoura».

- Publicidade -spot_img

Você vai gostar disso