24.5 C
Brasília
segunda-feira, 17 junho 2024 17:58

‘Fora ladrão’ é o protesto dos Deputados na cerimonia de posse

As mais lidas agora

PEC do estouro é protocolada no Senado

Após 13 dias de debate no Senado, a...

Temor a Deus

  "O temor do Senhor é o princípio da...

Casal é chicoteado e espancado por apoiar Bolsonaro

Tribunal do Crime cobra casal que fez campanha...

Mistério de Deus

QUERIDA MOCIDADE, QUERIDOS PASTORES: Assim diz a Santa...

Os deputados federais do PL que tomaram posse nesta quarta-feira (1º) posaram para fotos no plenário da Câmara exibindo placas de protesto contra o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e o contra o senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Nas mensagens, é possível ler as frases: “Fora ladrão” e “Pacheco não”.

As fotos também foram compartilhadas nas redes sociais pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP). Além dele, aparecem nas imagens os deputados Nikolas Ferreira (MG), Carla Zambelli (SP), Capitão Alden (BA), Hélio Lopes (RJ) e Rodolfo Nogueira (MS). O protesto ocorre antes da eleição da Mesa Diretora da Câmara.

“Vivemos tempos estranhos, mas a quadrilha do PT terá a maior oposição que já se viu”, disse o deputado Eduardo Bolsonaro. Segundo o deputado Evair de Melo (PP-ES), os acordos em torno de quem vai liderar a oposição estão em andamento. O parlamentar é um dos candidatos. Também se puseram à disposição Carla Zambeli, Eduardo Bolsonaro e Carlos Jordy.

“Diferente da oposição feira pelo PT, teremos uma agenda legislativa. Não será apenas obstruir. Será uma oposição organizada, programática”, afirma Evair.

O Congresso Nacional começa a nova legislatura com um perfil mais conservador, sobretudo em razão da eleição de maioria de representantes de direita e centro-direita. A configuração deve dificultar a articulação do presidente Lula, que, mesmo negociando cargos para atrair apoio, inicia o governo em meio à necessidade de enfrentar uma oposição numerosa.

Ainda que derrotado na disputa presidencial, o PL nunca esteve tão forte no Legislativo. São 99 deputados e 13 senadores da legenda, um incremento de 30% na Câmara e de 8% no Senado em comparação à legislatura anterior. Somado aos outros partidos mais conservadores, o governo Lula deve encontrar uma oposição formada por 231 deputados e 33 senadores.

- Publicidade -spot_img

Você vai gostar disso