21.5 C
Brasília
sábado, 24 fevereiro 2024 2:37

Lula diz que é grato à África por ‘tudo o que foi produzido durante 350 anos de escravidão’

As mais lidas agora

PEC do estouro é protocolada no Senado

Após 13 dias de debate no Senado, a...

Temor a Deus

  "O temor do Senhor é o princípio da...

Casal é chicoteado e espancado por apoiar Bolsonaro

Tribunal do Crime cobra casal que fez campanha...

Mistério de Deus

QUERIDA MOCIDADE, QUERIDOS PASTORES: Assim diz a Santa...

Após a cúpula de líderes da União Europeia e da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), que ocorreu em Bruxelas, na Bélgica, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, membro do Partido dos Trabalhadores (PT), realizou uma parada importante em Cabo Verde para o reforço do avião presidencial. Durante essa parada, Lula teve a oportunidade de fazer um pronunciamento conjunto com o presidente de Cabo Verde, José Maria Neves, marcando sua primeira agenda oficial na África durante seu terceiro mandato.

Durante o pronunciamento, Lula expressou seu desejo de restabelecer a relação produtiva que o Brasil mantinha com o continente africano. Ele enfatizou a importância de ouvir especialistas para identificar formas de auxiliar prioritariamente os países africanos nas áreas de educação, indústria e agricultura.

“Nós brasileiros somos formados pelo povo africano. A nossa cultura, a nossa cor, o nosso tamanho, é resultado da miscinegação de índios, negros e europeus. E nós temos uma profunda gratidão ao continente africano por tudo o que foi produzido durante 350 anos de escravidão no nosso país”, afirmou o presidente.

O presidente brasileiro também manifestou sua intenção de visitar Cabo Verde novamente, já que o arquipélago faz parte da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Além disso, ele planeja realizar uma série de visitas a outras nações africanas nos próximos anos, almejando abrir embaixadas em países que ainda não contam com essa representação oficial.

Nesse encontro histórico em Cabo Verde, Lula e Neves fortaleceram a importância da cooperação e do fortalecimento das relações entre o Brasil e os países africanos, consolidando uma visão de parceria e diálogo que promete marcar a atuação do Brasil na África durante o mandato do presidente.

- Publicidade -spot_img

Você vai gostar disso