24.5 C
Brasília
segunda-feira, 17 junho 2024 16:42

Pacheco derrota Marinho e é reeleito presidente do Senado

As mais lidas agora

PEC do estouro é protocolada no Senado

Após 13 dias de debate no Senado, a...

Temor a Deus

  "O temor do Senhor é o princípio da...

Casal é chicoteado e espancado por apoiar Bolsonaro

Tribunal do Crime cobra casal que fez campanha...

Mistério de Deus

QUERIDA MOCIDADE, QUERIDOS PASTORES: Assim diz a Santa...

O senador por Minas Gerais Rodrigo Pacheco (PSD) foi reeleito presidente do Senado nesta quarta-feira (1/2) e vai permanecer no comando da casa no biênio 2023-2024. Na disputa, ele derrotou Rogério Marinho (PL-RN) por 49 votos a 32 – precisava da maioria, 41.

Pacheco disse que pretende manter um perfil conciliador no Congresso Nacional, em prol da harmonia entre os Poderes. “Todos conhecem meu apreço ao Poder Judiciário pela estabilidade institucional. As ameaças de subversão não encontram eco em mim. No Congresso, tenho primado pela serenidade e pelo equilíbrio na condução dos trabalhos”, declarou. 
Horas antes, em discurso na cerimônia que marcou a retomada dos trabalhos do Judiciário, o parlamentar disse que “o prédio foi devastado”, mas que os ministros mostraram “a força de sua resiliência” e não irão “vergar com intimidações”. 
“Esse encontro se torna ainda mais significante com a reabertura deste Plenário menos de um mês após ataques criminosos, num episódio de ofensa à democracia que ficará marcado em nossa história. Este prédio foi devastado, obras importantes foram destruídas, roubadas, o patrimônio de todos os brasileiros foi violentado”, declarou o parlamentar.
- Publicidade -spot_img

Você vai gostar disso