17.5 C
Brasília
terça-feira, 27 fevereiro 2024 7:08

Após revelar informações sigilosas, Jornalistas são condenados na Finlândia

As mais lidas agora

PEC do estouro é protocolada no Senado

Após 13 dias de debate no Senado, a...

Temor a Deus

  "O temor do Senhor é o princípio da...

Casal é chicoteado e espancado por apoiar Bolsonaro

Tribunal do Crime cobra casal que fez campanha...

Mistério de Deus

QUERIDA MOCIDADE, QUERIDOS PASTORES: Assim diz a Santa...

Um tribunal de Helsinque condenou dois jornalistas, nesta sexta-feira (27), por revelar informações sigilosas sobre a inteligência militar finlandesa, em um caso que gerou preocupações sobre a liberdade de imprensa. 

Um dos jornalistas foi condenado a 50 dias de multa, o equivalente a vários milhares de euros, e o outro foi dispensado. 

“Estamos decepcionados com a decisão. Apesar das sentenças reduzidas, o dano à liberdade de expressão já foi feito”, disse Antero Mukka, editor-chefe do jornal Helsingin Sanomat, em um comunicado.

A condenação veio de um artigo publicado em dezembro de 2017 que incluía informações de 10 anos atrás sobre as operações de inteligência militar finlandesas “classificadas para o benefício da segurança externa da Finlândia”, explicou o tribunal. 

O artigo investigativo incluía detalhes sobre “a organização, capacidades e suprimentos” de um centro de comunicação do exército em Jyväskylä, localizado 230 quilômetros ao norte de Helsinque. 

Revelar um segredo de interesse nacional, que está incluído no crime de traição, pode ser punido com até 4 anos de prisão na Finlândia.

ehu/map/mba/eg/jvb/aa/mvv

© Agence France-Presse

- Publicidade -spot_img

Você vai gostar disso